Prefeitura Municipal de Bandeirantes - Paraná

CEASA/PR debate CDC com setor da agricultura

Imprimir PDF
PMB
 
Reunião extraordinária do Conselho Municipal da Agricultura e Pecuária de Bandeirantes, realizada na tarde de quarta-feira (25) passada nas dependências do Sindicato Rural de Bandeirantes/Itambaracá/Santa Amélia, contou com a presença do diretor presidente da CEASA/PR, Natalino Avance de Souza, que estava acompanhado de equipe técnica e grupo de permissionários (boxistas) do Sindaruc (Sindicato dos Permissionários das Centrais de Abastecimento em Alimentos da Ceasa) de Curitiba. O tema do encontro foi sobre o projeto de CDC (Central de Distribuição e Comercialização) no Município.

Durante a reunião, após as boas vindas do presidente do Sindicato Renato Rosa Domingues e explanações iniciais do secretário da Agricultura e Pecuária de Bandeirantes, Erich Reis Duarte, e do chefe regional da SEAB/Cornélio Procópio, André Teodoro, o diretor presidente da CEASA explicou sobre as condições do órgão em todo o Paraná. Na ocasião, ele esclareceu sobre a impossibilidade da implantação física de uma unidade CEASA na região, já que há em Londrina uma extensão da central. Entretanto, na avaliação de Souza, a instalação de um CDC de iniciativa dos produtores locais e do Município, seria ideal para equacionar e corrigir as dificuldades do produtor do setor de hortifrúti. “A CEASA irá apoiar o CDC naquilo que é de competência dela e no que faz de melhor, que é a vocação de comercialização. O órgão poderá auxiliar no planejamento, organizar e atrair grupos de compradores, ajudar a identificar quais produtos necessários para o mercado consumidor. E não é de competência da CEASA colocar recursos para estrutura física porque não é o seu papel, mas sim, trazer sua vivência, estudos, levantamentos, dados, planejamento para o setor hortifrúti nestes 40 anos, e deixar a disposição do grupo do CDC”, argumentou.

Segundo Souza, Bandeirantes possui um sistema de produção e produtos de qualidade, contudo, tem dificuldade comercial justamente por possuir, hoje, uma produtividade desordenada. De forma prática, a instalação de um CDC viria a organizar, beneficiar, classificar, rotular estes produtos, entre outros. “E hoje estamos aqui para discutir com os produtores e os representantes do poder público sobre quais produtos ofertados aqui, o que é possível e o que é preciso. E este grupo de permissionários vieram justamente dialogar sobre os preços, custos, demanda, logística. Tudo isso discutido para buscar efetivar a parceria. Vejo que as lideranças, tanto do estado quanto do município, estão imbuídas na busca para melhorar e ajudar os produtores nesta questão da comercialização, e dar passos concretos. Assim como Bandeirantes, outras regiões do estado também estão com o mesmo problema e acredito que aqui possa ser um embrião de solução para tal questão. Eu digo que é preciso pensar grande, começar pequeno e agir rápido”, definiu o diretor presidente.

Antecedendo a reunião, o diretor presidente esteve dialogando e recebendo do prefeito Lino Martins o projeto do CDC.

Participaram da reunião lideranças das associações de produtores rurais, presidente da ACIAB, Patrícia Franco; diretoria do Conselho Municipal da Agricultura; presidente do Sindicato Rural, Renato Rosa Domingues; representantes da ADAPAR, EMATER e do Sindicato dos Trabalhadores Rurais; coordenador regional do Instituto das Águas, Guilherme Meneghel; coordenador regional da Casa Civil, Nilton De Sordi Jr; secretário da Agricultura e Pecuária, Erich Reis Duarte; e chefe regional da SEAB/Cornélio Procópio, André Teodoro.

 
Navegando em: Principal Agricultura CEASA/PR debate CDC com setor da agricultura
PMB

Últimos Atos Oficiais

Mais clicadas