Prefeitura Municipal de Bandeirantes - Paraná

Meio Ambiente alerta para podas drásticas e recadastramento de podadores

Imprimir PDF
PMB
 
A Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos de Bandeirantes alerta à população quanto à poda drástica e irregular de árvores existentes no passeio público que estão acontecendo na cidade. De acordo com o secretário municipal, Fernando Comegno, tal atitude tem preocupado a administração municipal, já que a arborização urbana – e o meio ambiente como um todo - deve ser respeitada por todos os munícipes.

“Infelizmente as pessoas não têm consciência da importância e não dão o devido valor a uma árvore. A poda drástica pode matar a espécie. Assim como uma poda mal feita, irregular, pode provocar e oferecer riscos de acidentes às pessoas”, destacou. Comegno orientou que, aqueles que querem ter suas árvores podadas, devem retirar a Autorização de Poda junto à Secretaria Municipal do Meio Ambiente (anexo a Secretaria Municipal da Agricultura e Pecuária) e também alertou quanto a contratação dos podadores e/ou jardineiros. “Estes profissionais que possuem cadastro na Secretaria são técnicos que passaram por curso e conhecem o sistema de poda”, ressaltou.

A diretora do Meio Ambiente, Conceição Cesco, lembrou ainda da necessidade de respeitar a programação semanal - por região/vila – do caminhão de recolhimento de galhos. “O podador devidamente cadastrado na Secretaria sabe o dia da semana em que o caminhão de recolhimento de galhos passa naquela região. Portanto, desta maneira, ele também pode organizar seus horários com a do morador para realizar o serviço de poda. Assim, os galhos não ficarão em frente da casa ou do comércio por dias. Seguindo corretamente a forma como tem que ser, que é: de retirar a autorização (que é custo zero e feito na hora) na Secretaria; de contratar o podador cadastrado que realizará a poda certa e eficiente; e seguir o cronograma de recolhimento do caminhão; todos só têm a ganhar: o morador, o podador, o meio ambiente, o serviço público”, defendeu.

Apesar das orientações já feitas anteriormente, a poda drástica de árvores localizadas no passeio público, tanto o morador quanto podador, estão passíveis de sofrerem penalidades com multas. “Assim como se ocorrer a relocação, derrubada, corte, sem a autorização prévia”, alarmou Comegno. Ele recomentou que, em casos de árvores que possam estar comprometidas, o morador deve contatar a Secretaria do Meio Ambiente para que se possa avaliar a saúde da planta.

A poda drástica consiste na retirada de todos os galhos verdes da copa da planta, um rebaixamento radical feito sem qualquer critério técnico, sendo que em alguns casos, nem mesmo os troncos são poupados. Essa medida, portanto, não é a mais indicada e não reverte no benefício esperado. Pelo menos 30% das árvores podadas morrem já no primeiro ano, o que ocorre gradativamente. “Não queremos penalizar ninguém, pedimos o bom senso, colaboração dos moradores e dos podadores, pois nossa cidade está carente de árvores, já que houve crescimento desordenado, sem planejamento e sem reposição arbórea”, apelaram os gestores municipais.

A Secretaria do Meio Ambiente realizará nos próximos dias curso para instruções e atualizações (capacitação) junto aos podadores, como também deverão efetuar o recadastramento destes profissionais.

 
Navegando em: Principal Agricultura Meio Ambiente alerta para podas drásticas e recadastramento de podadores
PMB

Últimos Atos Oficiais

Mais clicadas