Prefeitura Municipal de Bandeirantes - Paraná

Lançado o projeto Recicla Band

E-mail Imprimir PDF
PMB
 
Palestra com o tema ‘Lixo, de quem é o problema?’ foi a partida para o projeto Recicla Band, programa que visa melhorar a coleta seletiva no Município. O encontro entre autoridades municipais dos poderes do Executivo, Legislativo e Judiciário, bem como representantes dos clubes de serviço, classe empresarial/comercial, das instituições de ensino da rede pública e privada, lideranças comunitárias e religiosas, aconteceu na noite desta quarta-feira (23), no Centro Cultural Takiko Hassegawa. A ocasião foi oportuna para esclarecimentos sobre as responsabilidades do lixo produzido, da logística de recolhimento, da coleta seletiva, da situação do aterro sanitário e da Associação Futuro do Amanhã, além da apresentação de propostas para o efetivo desenvolvimento do projeto.

Num breve resumo apresentado, o projeto Recicla Band é o resultado das reuniões ocorridas desde o início do ano entre a Promotoria de Justiça da Comarca de Bandeirantes com os gestores municipais das secretarias do Meio Ambiente e Recursos Hídricos e da Educação e Cultura da Prefeitura de Bandeirantes; representantes das instituições de ensino superior da UENP/Campus Luiz Meneghel e da Unopar/Campus Bandeirantes. O programa visa trabalhar a conscientização das comunidades para a separação correta dos materiais aproveitáveis e os descartáveis, como também instigar a sociedade num compromisso social para com as famílias que trabalham e dependem da coleta seletiva.

Durante a palestra, conduzida pela bióloga e professora mestra da Unopar/Campus Bandeirantes, Simone Beatriz Fuck Von Der Osten, foram expostas as exigências da legislação da Política Nacional dos Resíduos Sólidos aos municípios, como também repassadas as informações sobre a situação do aterro sanitário. O lixo produzido pela população bandeirantense, 70% está sendo despejado no aterro sanitário e apenas 30% encaminhado para a coleta seletiva. O que se previa para melhorar questões ambientais e sociais, na prática – ou falta dela – não vem ocorrendo e está provocando uma aceleração na ‘morte’ da vida útil do aterro municipal, prevendo a submissão da administração pública a vultosos investimentos de novas células no local. “Se ocorrer a separação correta por parte da população, a funcionalidade do recolhimento dos dias da coleta seletiva, a vida útil do aterro e da Associação serão estendidos e beneficiados”, comentou Simone.

Para alcançar o maior número possível de pessoas para a coleta seletiva, o projeto Recicla Band visa formar grupos de estudantes que deverão visitar ‘de porta em porta’ os moradores dos bairros para entregar folders explicativos e orientar sobre o sistema de separação e recolhimento dos materiais. Dentro do projeto, a comunicação também será feita por meios das mídias e redes sociais, e trabalhos educativos pelos professores em salas de aula da rede pública e particular de ensino. Com mais um caminhão recém-chegado para a Prefeitura no atendimento específico à coleta seletiva, a perspectiva do projeto Recicla Band, inclusive da Associação Futuro do Amanhã, é ampliar e melhorar a logística dos serviços. “Mas é preciso a colaboração da comunidade, porque o problema do lixo é responsabilidade de todos”, definiu a diretora do Meio Ambiente, Conceição Cesco.

O prefeito Lino Martins; vice-prefeito Luiz Carmelo Comegno; promotora do Ministério Público, Virginia Prado Domingues; vereadores; secretários municipais; educadores; representantes da UENP/Luiz Meneghel e da Unopar/Campus Bandeirantes; lideranças comunitárias, de clubes de serviço e religiosas, participaram do encontro. (Fotos Carlos Almeida)

 
Navegando em: Principal
PMB

Últimos Atos Oficiais

Mais clicadas