Prefeitura Municipal de Bandeirantes - Paraná

Reunião entre poder público, entidades e instituições debate processo de aplicabilidade do Promab

E-mail Imprimir PDF
pmb-ag-014Reunião realizada na manhã de ontem, 14, entre poder público, entidades e instituições, debateu metas de aplicação do Promab (Programa de Mobilização Ambiental de Bandeirantes) no Município. O encontro entre as lideranças aconteceu na sede do Sindicato Rural de Bandeirantes e Santa Amélia onde foi abordado sobre as condições das árvores na região central e a necessidade de recomposição delas com mudas nativas em diversas vias públicas e logradouros, visando a recuperação e melhorias das condições climáticas na zona urbana.

A reunião de trabalho foi conduzida pelo presidente do Sindicato Rural, Renato Rosa Domingues, que fez um breve relato sobre o Promab, projeto idealizado pela professora Maria Conceição Cesco, e a aplicabilidade envolvendo a Prefeitura de Bandeirantes e suas secretarias (Educação, Obras, Planejamento, Meio Ambiente e Agricultura), o SAAE (Serviço Autônomo de Água e Esgoto), Conseg/Bandeirantes, ACIAB (Associação Comercial e Empresarial), UENP/Luiz Meneghel (Universidade Estadual do Norte do Paraná), Cooperativa Integrada, Emater e IAP.

Durante o encontro, as lideranças expuseram sobre a importância da educação e preservação ambiental junto às crianças das escolas municipais e estaduais, bem como à classe empresarial e sociedade em geral. "A professora Maria Conceição Cesco, especialista em educação ambiental, deverá atuar neste sentido junto às escolas, pois é fundamental que as nossas crianças cresçam e tenham essa cultura de preservação", sugeriu o presidente do Sindicato.

O prefeito de Bandeirantes, Celso Silva, e o vice Romeu Furlan, acompanhados pelos secretários municipais, colocaram à disposição, dentro das limitações financeiras e administrativas, a infraestrutura da Prefeitura para a efetivação do Promab. "É um projeto importante que irá revigorar o nosso clima, considerado como o mais quente da região norte do Paraná", comentou Celso Silva e colocou à disposição do projeto, o Viveiro Municipal, técnicos e profissionais da área, para a utilização de espaço físico no desenvolvimento do cultivo e produção das mudas. "Além de outras necessidades que também deverão ser compartilhadas com os demais parceiros como a ACIAB, Integrada, IAP, UENP e Emater. É o envolvimento de todos para sair do papel e ir para a prática", enfatizou. No decorrer da próxima semana, representantes das entidades e instituições deverão reunir-se novamente para traçar definições com relação a aquisição de mudas e implementos.

Paralelamente, a Prefeitura de Bandeirantes, através das secretarias do Meio Ambiente e da Agricultura, dentro da concepção do Promab, deu início ao plantio de árvores nativas em diversas áreas públicas da cidade como nos canteiros em frente à UENP até o Estádio Comendador Luiz Meneghel, área externa do Estádio São Bento e também ao redor da Praça Maria Bertho Meneghel e Celso Fontes.

Bandeirantes é considerada como a cidade mais quente da região norte do Estado e com plantio, recomposição e conservação de árvores na zona urbana podem influenciar no clima, na umidade, na precipitação, escoamento superficial e temperatura, entre outros fatores.  As árvores também beneficiam com diminuição de ruídos externos, embeleza a cidade e valoriza os imóveis do ponto de vista ambiental, paisagístico e econômico; além do que, contribui para o equilíbrio psicossocial, transmitindo sensação de calma e conforto às pessoas.
 
 
Navegando em: Principal Promab Reunião entre poder público, entidades e instituições debate processo de aplicabilidade do Promab
PMB

Últimos Atos Oficiais

Mais clicadas