Texto Maior
Texto Maior
Texto Maior
Texto Menor
Texto Menor
Texto Normal
Texto Normal
Contraste
Contraste
Libras
Libras
Vlibras

O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Libras
Atalhos
Acesso à informação
Acesso à informação
Libras
Mapa do Site

Bandeirantes, quarta-feira, 21 de fevereiro de 2024 Telefone (43) 3542-4779 / 4525

Atendimento Atendimento: De Segunda a Sexta das 7:30 às 11:30 e das 13:00 às 17:00 Horas

Terç
20/02
Chuva
Máx 30 °C
Min 20 °C
Índice UV
13.0
Quar
21/02
Parcialmente Nublado
Máx 29 °C
Min 21 °C
Índice UV
13.0
Quin
22/02
Parcialmente Nublado
Máx 32 °C
Min 19 °C
Índice UV
13.0
Sext
23/02
Parcialmente Nublado
Máx 33 °C
Min 21 °C
Índice UV
13.0

Saúde - Quarta-feira, 10 de Maio de 2023

Buscar Notícia

Notícias por Categoria

Horticultura Terapêutica é complemento ao tratamento para os pacientes do Centro de Atendimento Psicossocial (CAPS).

Terapia conta com o apoio da UENP e CEEP, ajuda na concentração e traz benefícios aliados aos tratamentos tradicionais.


Horticultura Terapêutica é complemento ao tratamento para os pacientes do Centro de Atendimento Psicossocial (CAPS).

 

BANDEIRANTES - O termo “saúde mental” é definido como “estar bem consigo mesmo e com os outros”, objetivando a harmonia na reação da pessoa com sua vida e seus desejos, capacidades, ambições, ideias e emoções. Esta harmonia impacta diretamente na qualidade de vida da pessoa, interferindo em seu raciocínio, emoções e comportamentos, impactando as formas como age ou reage com outras pessoas. Quando ocorre a desarmonia, o tratamento se faz essencial, e é aqui que ao CAPs atua, pois oferece tratamento com psicólogos e psiquiatras, encaminhados por profissionais que realizam uma triagem inicial para encaminhar ao melhor profissional e a melhor especialidade. Isso somente é possível pois a secretaria de Saúde se mantém atenta a todas as suas atividades, dando sempre apoio especial ao CAPs.
 


Plantio de paz mental e alegria - A horticultura terapêutica (ou hortoterapia) é a mais nova abordagem do CAPs para o atendimento a pessoas que sofrem com doenças mentais, que já conta com artesanato e atividades de fisioterapia (este aplicado principalmente aos pacientes que fazem tratamento intensivo, ou seja, que passam o dia nas dependências da instituição), realizado por estagiários de Fisioterapia graças a parceria firmada com a faculdade Anhanguera. A hortoterapia emprega as atividades de jardinagem nas atividades terapêuticas, e apresenta excelentes resultados quando comparada a atividades tradicionais, inicialmente, auxilia na atividade motora enquanto possui teor terapêutico, enquanto estimula a mente à criatividade, memória visual e concentração. Realizado em parceria da prefeitura, através do departamento de Saúde, do CAPS, do Centro Estadual de Educação Profissional (CEEP) e Universidade do Norte do Estado do Paraná (UENP), nasceu o projeto Semente, que dá luz à horticultura terapêutica para atendimento da população. 


Para o diretor do CAPs, Marcos Batista da Silva, o projeto é de grande importância, “agradeço ao prefeito Jaelson que está dando o apoio necessário para este e outros projetos, que fortalecem o CAPs e seus vínculos. Não apenas fazendo tratamentos terapêuticos como, também, dando o apoio social através de uma equipe multiprofissional que objetiva o tratamento psicossocial”. 

O Secretário de Saúde, Wanderson de Oliveira, acrescentou: “No início da gestão do Prefeito Jaelson, quando estávamos buscando um novo imóvel para alocar o CAPS I, procuramos um local que permitisse o desenvolvimento de futuras atividades como esta que estamos presenciando agora. Lembrando que num primeiro momento, o imóvel seria apenas a casa que seria instalado o CAPS I, mas ao expormos o nosso objetivo, o que era a intenção da Secretaria de Saúde e do Prefeito, os proprietários permitiram que se incorporasse o terreno onde hoje temos as hortas terapêuticas, além de manterem o valor de locação do imóvel originalmente ofertado. Isso foi muito importante e hoje está ai o resultado. Planejamento e objetivos alcançados.”

O prefeito de Bandeirantes, Jaelson Ramalho Matta, fala sobre esta conquista que garante ótimos resultados: “a saúde é uma das nossas maiores preocupações, em todas as formas e tipos. Poder ver o CAPs funcionando, atendendo e levando a saúde mental à população é gratificante; Agradeço à UENP e ao CEEP pela parceria, agradeço a comunidade acadêmica por fazer extensão para uma melhora da qualidade de vida da população com tanto cuidado e carinho, atendendo os mais debilitados”, pontuou o prefeito.
Lembrando que o primeiro atendimento na área do atendimento psicossocial sempre será a UBS mais próxima da residência do munícipe.


 

Redação: Róger D. T. Demétrio e Talitha Dalacosta.
Para mais notícias acesse o nosso site: https://www.bandeirantes.pr.gov.br ou ligue para 3542-4525.
Sugestões ou reclamações entre em contato com a ouvidoria 3542-7482.
Prefeitura Municipal  de Bandeirantes, trabalhando pra você.

Facebook Twitter WhatsApp Imprimir

364 Visualizações

Notícias relacionadas

Voltar para a listagem de notícias

CALENDÁRIO DE EVENTOS

ACOMPANHE-NOS

UNIDADES FISCAIS

Fique por dentro dos índices - ver todas

Nenhuma unidade fiscal cadastrada no momento!

Versão do sistema: 2.0.0 - 16/02/2024

Portal atualizado em: 20/02/2024 17:05:19

Prefeitura Municipal de Bandeirantes - PR.
Usamos cookies para melhorar a sua navegação. Ao continuar você concorda com nossa Política de Cookies e Políticas de Privacidade.