Texto Maior
Texto Maior
Texto Maior
Texto Menor
Texto Menor
Texto Normal
Texto Normal
Contraste
Contraste
Libras
Libras
Vlibras

O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Acesso à informação
Acesso à informação

Bandeirantes, terça-feira, 16 de agosto de 2022 Telefone (43) 3542-4525

Atendimento Atendimento: De Segunda a Sexta das 7:30 às 11:00 e das 13:00 às 17:00 Horas

Segu
15/08
Predomínio de Sol
Máx 30 °C
Min 16 °C
Índice UV
7.0
Terç
16/08
Parcialmente Nublado
Máx 32 °C
Min 18 °C
Índice UV
7.0
Quar
17/08
Chuvas Isoladas
Máx 28 °C
Min 19 °C
Índice UV
7.0
Quin
18/08
Pancadas de Chuva
Máx 27 °C
Min 20 °C
Índice UV
7.0

Meio Ambiente e Agricultura - Quarta-feira, 25 de Novembro de 2020

Buscar Notícia

Notícias por Categoria

Município firma convênio junto ao ‘Programa de Esterilização de Cães e Gatos’

O programa de esterilização de animais domésticos é uma iniciativa da Sedest e faz parte do plano de Governo do Estado em castrar cerca de 15 mil animais, em 45 municípios até o final do ano. A ação visa o controle populacional de cães e gatos e prevenção


Município firma convênio junto ao ‘Programa de Esterilização de Cães e Gatos’

A Prefeitura de Bandeirantes, através do prefeito municipal Lino Martins, assinou no início desta semana convênio com o Governo do Estado, através da Sedest (Secretaria Estadual de Desenvolvimento Sustentável e Turismo), o ‘Programa Permanente de Esterilização de Cães e Gatos’. Segundo a professora Conceição Cesco, enquanto diretora da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, ela elaborou, realizou todo o levantamento de documentos, e preparou a municipalidade dentro dos critérios exigidos para receber o projeto de castração. “Já estamos devidamente inseridos e protocolados, aguardando a execução do Programa de Esterilização Cirúrgica de Cães e Gatos”, comemorou.

O programa de esterilização de animais domésticos é uma iniciativa da Sedest e faz parte do plano de Governo do Estado em castrar cerca de 15 mil animais, em 45 municípios até o final do ano. A ação visa o controle populacional de cães e gatos e prevenção de zoonoses. A diretora-geral da Sedest, Fabiana Campos, explicou que o programa atende dois critérios para a liberação das castrações: animais de famílias de baixa renda ou cães e gatos resgatados por protetoras independentes, ou ONGs. Depois da castração, o animal recebe um microchip para ser monitorado.

O secretário do Desenvolvimento Sustentável, Márcio Nunes, destacou que os serviços veterinários se encaixam como atividades essenciais nesse período de pandemia, pois traz bem-estar e saúde para os animais e para as pessoas que convivem com eles. No final do ano passado foram feitos dois pregões eletrônicos para a contratação de duas empresas que devem fazer as castrações. Elas terão um ano para finalizar as ações. O investimento de R$ 2,4 milhões é oriundo de emendas parlamentares.

Segundo Fernanda Góss Braga, coordenadora de Recursos Naturais da secretaria estadual e secretária executiva do Ceda (Conselho Estadual de Direitos dos Animais), a castração está inserida no escopo da Saúde Única, conceito que integra a saúde humana, a saúde animal, o ambiente e a adoção de políticas públicas efetivas para prevenção e controle de enfermidades. “Os animais castrados também têm menos chances de desenvolver tumores mamários, câncer de próstata, de ovário e de útero”.

CADASTRO– A Secretaria envia às prefeituras conveniadas um formulário padrão para que cadastrem os animais de acordo com critérios pré-estabelecidos. Os municípios também têm como responsabilidade a indicação de um local apropriado para a execução do procedimento.

“Cada prefeitura define o perfil dos animais a serem castrados. Sejam animais de rua, de tutores de baixa renda ou de entidades protetoras. As vagas são limitadas”, explica Fernanda.

No momento da inscrição os tutores vão receber as orientações de pré e pós-operatório para que as cirurgias aconteçam de forma segura.

PET AMIGO – Todos os animais devem ser cadastrados no Pet Amigo – Cadastro Estadual de Animais de Companhia. Os que forem castrados receberão um microchip, cujo número também deverá constar neste cadastro.

O Pet Amigo também permite a divulgação de pets desaparecidos e encontrados, como forma de potencializar e agilizar a localização de animais domésticos que se perdem ou são retirados de seus tutores.

Para fazer o cadastro basta acessar o site Piá (pia.pr.gov.br), digitar na busca “Pet Amigo”, clicar na opção “Cadastrar animal” e preencher as informações solicitadas. (Da redação com assessoria)

 

FONTE: Folha do Norte Paranaense

FacebookTwitterWhatsAppImprimir

Voltar para a listagem de notícias

CALENDÁRIO DE EVENTOS

ACOMPANHE-NOS

UNIDADES FISCAIS

Fique por dentro dos índices - ver todas

Nenhuma unidade fiscal cadastrada no momento!

Versão do sistema: 2.0.0 - 12/08/2022

Portal atualizado em: 16/08/2022 09:10:26

Prefeitura Municipal de Bandeirantes - PR.
Usamos cookies para melhorar a sua navegação. Ao continuar você concorda com nossa Política de Cookies e Políticas de Privacidade.